Pensamento Judaico

Judaísmo: a religião do amor

judaismo-religiao-amor

Muitas vezes diz-se que o judaísmo é uma religião de lei e não de amor. Muita gente afirma que a religião tem mais a ver com temor a Deus e sentimento de culpa do que com amor a Deus e alegria.

E, por fim, acredita-se que o judaísmo conduz as pessoas a uma vida de fraqueza e submissão, roubando-lhes o poder e a liberdade de ser quem realmente são.

O famoso filósofo alemão Friedrich Nietzsche acreditava justamente nisto. Ele ensinou que há dois tipos de pessoa no mundo: os fracos e os fortes. Os fortes fazem o que querem, quando querem e onde querem. Os fracos, porém, vivem amedrontados. Por isso, para se proteger, eles inventaram a moralidade a fim de que os fortes se sentissem culpados de sua liberdade e força. Segundo Nietzsche, os fracos são os judeus. São eles os criadores da moralidade e os responsáveis pela existência do sentimento de culpa.

Neste livro, mostrarei como o judaísmo é justamente o contrário dessas falsas ideias. O judaísmo é a verdadeira religião do amor. É fundado no amor e seu propósito é o amor. Seus ensinamentos nos fortalecem e suas leis nos dão o poder de alcançar a verdadeira liberdade, escolher o amor e experimentar a enorme alegria de amar.

Certa vez Nietzsche afirmou: “Se existisse um Deus, como eu suportaria não ser Deus?” O judaísmo ensina que podemos alcançar algo muito mais satisfatório do que ser Deus: amar Deus. Os ensinamentos, as leis e os rituais do judaísmo nos possibilitam alcançar esse objetivo, permitindo, assim, que nos tornemos espiritualmente elevados.

De fato, a melhor descrição do judaísmo é “a arte de amar”. Esse é o assunto principal deste livro.

Ao ler este livro, você vai perceber que escolhi um método diferente do que segui em meus outros livros. Já que minha intenção aqui é retificar antigos conceitos equivocados sobre os objetivos e os princípios espirituais do judaísmo, decidi citar várias fontes no original (traduzidas para o português, é claro). Não deixe que isso o desanime, porque o que estou prestes a compartilhar é uma maravilhosa tapeçaria, bordada com sabedoria judaica e tradição, que revela o caminho de se viver uma vida maravilhosa e alegre, em que podemos amar e escolher o amor.

David Aaron

(Introdução do livro O AMOR É MINHA RELIGIÃO)

Comentário