Calendário Judaico

Checklist de Pêssach – Páscoa Judaica

Sêder de Pêssach

A festa de Pêssach (Páscoa), a primeira das grandes festas judaicas mencionadas na Bíblia, é observada e comemorada pelos judeus mais do que qualquer outra festa do calendário judaico. A variedade de alimentos e a emoção das reuniões familiares fizeram de Pêssach a festividade judaica mais popular. O Sêder (jantar) é um serviço especial feito em casa na primeira noite de Pêssach e repetido na segunda noite pelas pessoas que consideram o segundo dia como totalmente festivo fora de Israel. O jantar é repleto de graças, cerimoniais e objetos que lembram e simbolizam os costumes antigos. Preparamos este post para que você conheça um pouco mais sobre os itens que não podem faltar à mesa do sêder e celebre esta festa milenar de acordo com os costumes judaicos.

Preparando-se para Pêssach

Os preparativos são muitos, não é mesmo? Revirar a casa em busca de chamêtz (alimentos fermentados), limpar cantinho por cantinho, arrumar as louças, casherizar os eletrodomésticos, comprar roupas novas, planejar as refeições… É tanta coisa para fazer que vale um lembrete dos objetos básicas que às vezes esquecemos. Verifique se você tem hagadót em bom estado e suficientes para todos os seus convidados, se sua plata e bóiler estão funcionando corretamente, se já tem velas e castiçais para iluminar a celebração; e claro, confira novas e modernas receitas para surpreender seus convidados!

Itens que não podem faltar:

A mesa do Sêder

Além da hagadá, a mesa do sêder tem outros componentes tradicionalmente presentes e que dão característica à festa. A keará é o principal objeto, é nela que colocaremos os alimentos simbólicos obrigatórios. Algumas famílias têm apenas uma, outras têm uma para cada chefe de família ou convidado do sexo masculino. E para cada keará, é necessário haver uma cobertura com separação para as três matsót simbólicas. Também não podemos esquecer da caneca para fazer netilát iadáim, a lavagem das mãos, que nessa noite acontece duas vezes.

Toda mesa de Pêssach tem um bonito porta-matsá para dar o devido destaque ao alimento mais importante da celebração, e para o costume de reclinar ao comer, é comum cada convidado receber uma almofada ou travesseiro com fronhas decoradas especialmente para embelezar ainda mais a festa. Para as crianças, na hora de guardar o pedaço da matsá reservado para o afikomán, costuma-se usar um pano especial que vai ficar guardado na memória, e podem-se adquirir brinquedos específicos para envolvê-las integralmente, diverti-las e ajudá-las vencer o sono da noite!

Itens que não podem faltar:

Alimentos

Os alimentos tem grande importância e significado na mesa do sêder. Não podemos esquecer de providenciar todos em quantidade suficiente para todos os convidados, em ambas as noites.

Itens que não podem faltar:

  • Matsá Kasher (pão ázimo), que nos lembra do pão não-fermentado que os judeus comiam quando ainda eram escravos e do pão que eles comeram quando deixaram o Egito.
  • Vinho Kasher ou Suco de uva: Como no Shabat e nas outras festas judaicas, o Sêder começa com o Kidush – abençoamos com uma raça de vinho ou suco de uva. Durante essa noite, tomamos outras três taças para demonstrar nossa alegria por sermos pessoas livres.
  • Potinho de água salgada que nos lembra do gosto das lágrimas derramadas por nossos antepassados no Egito.
  • Carpás: Comemos um pedaço de verdura ou batata mergulhada em água salgada para nos lembrar que Pêssach marca o início da primavera.
  • Chazéret (alface romana) e Marór (raiz-forte, erva amarga) que nos lembra da amargura da escravidão no Egito.
  • Charósset: mistura de maçã, nozes, açúcar e vinho que nos lembra o barro usado pelos escravos judeus para construir. Para amenizar o gosto amargo do marór, nós o mergulhamos no charósset.
  • Zerôa: Pescoço ou asa de frango chamuscada. É o único item da bandeja do Sêder que não comemos. Ele está lá só para nos lembrar do Corbán Pêssach (sacrifício de Pêssach).
  • Beitsá: Ovo cozido chamuscado que nos lembra do Corbán Chaguigá, um sacrifício adicional que era oferecido no Templo de Pêssach. O ovo cozido é também um símbolo de luto pelo Templo. Mesmo em tempos alegres, devemos nos lembrar dos acontecimentos tristes do passado.

Checklist de Pêssach

E É CLARO, UMA DELICIOSA REFEIÇÃO!

Gostou? Então baixe o checklist de Pêssach que preparamos para você não esquecer de nenhum item do Sêder!

Pêssach Kasher Vessamêach!

 

 

2 Comments

Comentário